Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



quasi, quasi, mi aspetti

por Closet, em 11.03.13

 

 

(attenzione: estas pernas não são minhas, infelizmente! Foto retirada da Internet)  

 

 

Esta semana o tema é “a Viagem que eu ainda não fiz”. Portanto, um universo de possibilidades pela frente, como é de imaginar! Claro que há algumas que até consigo transferir para o plano da realidade, ainda que no ramo da futurologia, outras que ficam no plano do sonho, inalcançável. Sonho com elas apenas porque me faz bem sonhar, e eu sonho muito! Passar um mês na Austrália atrás de cangurus, dormir por cima de peixinhos coloridos em Bali, montar um bar de praia na Costa Rica, perseguir elefantes no Quénia, por aí.

Quando casei, optámos por ter filhos e não sobrava dinheiro para grandes viagens. Bom, agora também não! Nem para ter filhos, na verdade… Mas os meus já cá estão e continuo a achar que fiz a melhor escolha da vida.

Voltando às viagens… Há uma que sonho e ainda não fiz. Já tinha inclusive desabafado aqui no mundo dos blogues. Nem é muito longe e, vendo bem, já a poderia ter feito. Surpresa de anos do meu marido: vamos em Maio à pui bella città. Falo de Roma, claro!

Mas desengane-se quem pensa que quero apenas “ir” a Roma… eu quero sentir os cheiros, as gentes, como se vivesse lá. E não quero saber do hotel para nada, quero andar nas ruas. Na verdade quero mesmo é andar de vespa. Sim, é esse mesmo o meu sonho, ir a Roma andar de vespa! E perguntam-me os mais quadrados «mas não podes andar de vespa cá?». Respondo com uma única palavrinha: «Não!». Sonho é sonho, e o meu é este.

Perguntam-me então o que quero fazer em Roma? Tutti! Comer Pizzas e visitar Piazzas, atirar moedas em Fontanas e devorar gelatos, perder-me na Galleria Nazionale d'Arte Moderna, correr todas as Basílicas e brincar às escondidas no Coliseu, quem sabe acenar ao Papa riposare bene… E tudo de motocicleta, claro! Lá toda a gente anda de vespa! Na maior confusão, em sentidos proibidos, por cima de passeios, a descer escadas, é uma emoção! Não serei a única a fazer transgressões, imagino.

Só há um piccolo problema: eu nunca conduzi uma vespa. Nem qualquer moto por sinal. Mas posso praticar cá antes de ir, certo? E se sei andar de bicicleta, patins em linha e fazer ski, também me hei-de desenrascar a andar de vespa, sono sicuro! Sobre este pormenorzinho o meu marido ficou ligeiramente apreensivo e começou rapidamente a procurar seguros de responsabilidade civil no estrangeiro.

Mas como diz uma grande amiga minha «Eu quero é ir»! E até podia ir sem nada marcado, assim de mochila às costas, decidindo lá o que visitar com os conselhos dos amici italiani que se cruzarem comigo parlando quella língua meravigliosa!

Mas pronto… já temos a viagem marcada! Em Maio Roma espera por nós, de vespa, claro! E nos últimos dias vou um pouco à praia. «Roma não tem praia» diz o meu marido pacientemente. «Ahh, não? Non mi importa, vou na mesma, não é em Roma há-de ser nas redondezas, eu encontro!» Não sei é se vou de vespa, com a mala às costas não dá jeito… Alugo um carro. «Como se diz carro em italiano?» pergunto-lhe. «Auto…». «Ok, boa, essa eu decoro!»

anche ora, tenho de praticar o puí bello italiano! Vou arranjar uns contatti no Facebook e se conseguir uma estadia em Roma ou na praia lá perto ancora meglio per me (e não me venham dizer que Roma não tem praia, non voglio sapere)!


tema da semana: a viagem que ainda não fiz

Autoria e outros dados (tags, etc)

servido às 11:15





Pesquisa

Pesquisar no Blog  




As imagens deste blog foram retiradas da internet porém se alguém desejar reclamar os direitos autorais de alguma por favor envie-nos uma mensagem que imediatamente providenciaremos a remoção da mesma


Arquivos