Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Regras matemáticas

por Natacha, em 10.04.13

 

Todos os dias saio sozinha para te encontrar, ou melhor, todas as noites.

Gosto quando as noites estão amenas e serenas, e gosto de passear nas noites de olhar seguro e passo firme, como quem possuí toda a confiança de que te vai encontrar. Não sei onde estás, mas é sempre minha intíma certeza de que estarás lá, em algum lugar, contemplando a lua, o mar, ou simplesmente a noite.

Na minha cabeça, mantenho um sorriso estampado no rosto, sempre aquele sorriso que me nasce no coração e vem desaguar-me na face. É teu esse sorriso, é o teu reflexo na minha vida.

E sigo... as pessoas acham-me feliz, bonita até, sei isso pela forma como me dedicam um olhar e me sorriem de volta, algumas até desejando uma boa noite. Algumas já conheço de tantas vezes me cruzei com elas por todas estas noites.
 

Às vezes paro. Paro simplesmente de caminhar e, ausente, procuro no horizonte a tua silhueta desenhada no chão ou na parede. Sei que te reconhecerei. Não esmoreço quando não te encontro, amanhã haverá outra noite para te encontrar. Eu espero.
 

Outras vezes, vejo-te. Fico ao longe a observar e admirar cada passo, cada gesto. Já sei de cor alguns dos trejeitos do teu corpo, e penso até conhecer a tua voz. Caminhas numa espécie de linha paralela ao meu caminho, não sei explicar, mas não te consigo nunca alcançar, não consigo nunca tocar-te, chegar a ti.
 

Sei que por várias vezes já paraste também e já me observaste. Tenho a certeza de que me sabes também de cor. Tens muitas vezes um semblante contemplativo que me derrete e me enaltece e me conquista mais um pouco a cada dia. Mas nunca me alcanças na verdade, nunca me dás a mão.
 

Não é que não queiramos ou não desejemos. Não é que todas as noites não queiramos finalmente trocar o abraço prometido no segredo dos nossos olhares. Não é por nada, é apenas uma questão de matemática. Infelizmente, dois caminhos paralelos nunca se intersectam. Por isso resta-me deixar um pedido:

- Amanhã à noite, quando eu sair mais uma vez para te encontrar, quebra todas as regras matemáticas e cruza-te comigo por favor. Tenho a certeza, que depois dessa breve, mas urgente, rebeldia, poderemos, juntos, seguir paralelamente, mas de mãos dadas, juntos, no caminho da vida...


tema semanal: cruza-te comigo esta noite

Autoria e outros dados (tags, etc)

servido às 15:55


2 comentários

De nadadenada222 a 16.04.2013 às 05:50

Quando vi o titulo do post pensei que o tema do post fosse diferente mas afinal o tema e as frases do post são totalmente perfeitas. É um texto que poderia ter sido escrito por mim se eu tivesse jeito para tal. Desejo que tudo te corra pelo melhor amiguinha querida e maravilhosa.

De Natacha a 17.04.2013 às 16:29

Obrigada pela presença e palavras :) Experimenta escrever, quem sabe tens jeito sim... ;)

Bjs

Comentar post





Pesquisa

Pesquisar no Blog  




As imagens deste blog foram retiradas da internet porém se alguém desejar reclamar os direitos autorais de alguma por favor envie-nos uma mensagem que imediatamente providenciaremos a remoção da mesma


Arquivos