Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A espera

por Natacha, em 27.02.13
imagem retirada da internet

Sabes, eu sei que o tempo tem esta mania de correr veloz entre nós, mas eu espero, eu tenho todo o tempo do mundo para ti. O tempo só me falta verdadeiramente quando tento agarrar as tuas mãos fugidias no véu das minhas lembranças, quando o teu corpo me escorrega nas asas da imaginação e as tuas palavras voam livres na minha pele branca e arrepiada.

Às vezes faz-se tarde, mas eu não curvo a minha alma ao cansaço e alimento-me da tua energia sempre, ou quase sempre, vibrante. Espero como se a espera fosse um disco de vinil a 45 rotações por minuto, e a noite que não passa e o dia que não acorda e tu que nunca chegas mesmo se nunca saíste por viveres dentro de mim.

É obtuso o tempo que falta, é prepotente na sua demora. E quando chega a hora, é como uma criança rebelde que gosta de fazer artes e pregar partidas. Descontrola-me a sanidade, e baralha-me todos os sentidos, e é por isso que permaneço nesta espera nem sempre sem dor, nem sempre inocente, nem sempre pacífica.  É por acreditar que o tempo chega sempre no tempo certo, que teimo nesta espera feita de momentos loucos e felizes e de eternidades cruéis e devastadoras. É por conheceres de dentro para fora todo o tempo do meu sorriso e todos os minutos da minha alma, que te espero...

Sou perita em navegar nas curvas do tempo, nas esperas que sempre te trazem de volta ao lugar que pertences. Não somos donos do tempo, mas somos donos do que fazemos no tempo que nos é concedido. Aproveitemos ao máximo cada segundo quando o tempo é de nós, para que seja menos doloroso o próximo compasso de espera.

Não procuro compreensão do tempo para a urgência que tenho em ter-te presente, bem como não procuro compaixão pela espera quando esta se prova inglória. Não me falta o tempo em que te desejo, ou o tempo em que te penso e respiro e vivo, como não me falta o tempo todo em que te espero.

Apenas me falta o tempo quando tu estás.

 

Tema da semana: "Falta de tempo"

Autoria e outros dados (tags, etc)

servido às 08:00


8 comentários

De Ocupadíssima a 27.02.2013 às 15:50

Olá.
Adorei

De Natacha a 27.02.2013 às 18:49

Só tenho a agradecer teres dispensado algum do teu ocupadíssimo tempo para me leres

De Ocupadíssima a 28.02.2013 às 12:53

Irei seguir o blog, gostei e a leitura enriquece

De Natacha a 28.02.2013 às 22:09

Fico feliz e tenho a certeza de que falo por todas

Volta sempre!

De Anónimo a 28.02.2013 às 02:43

"A vontade é impotente perante o que está para trás dela. Não poder destruir o tempo, nem a avidez transbordante do tempo, é a angústia mais solitária da vontade."

De Natacha a 28.02.2013 às 22:07

Olá, caro... Nietzsche, suponho, grata pela tua partilha :)

Ouso no entanto citar também um outro filósofo:

"Arriscar é perder o pé por algum tempo.
Não arriscar é perder a vida."

Volta sempre

Comentar post





Pesquisa

Pesquisar no Blog  




As imagens deste blog foram retiradas da internet porém se alguém desejar reclamar os direitos autorais de alguma por favor envie-nos uma mensagem que imediatamente providenciaremos a remoção da mesma


Arquivos